/ Coparroz / PIB da Agropecuria seguir crescendo em 2018
Imprimir Notcia

Tamanho da letra

06/03/2018 s 14:52 por Coparroz
PIB da Agropecuria seguir crescendo em 2018
crditos: Carlos Cogo

Segundo dados divulgados nesta quinta-feira (1/03) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatstica (IBGE), O Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro cresceu 1% em 2017 ante 2016. No quarto trimestre de 2017, o PIB subiu 0,1% em relao ao trimestre imediatamente anterior. Na comparao com o quarto trimestre de 2016, o PIB apresentou alta de 2,1% no quarto trimestre de 2017. O Produto Interno Bruto (PIB) da agropecuria subiu 13,0% em 2017 ante 2016, o melhor resultado da srie histrica iniciada em 1996. No quarto trimestre de 2017, o PIB da agropecuria ficou estvel contra o terceiro trimestre. Na comparao com o quarto trimestre de 2016, o PIB da agropecuria mostrou alta de 6,1%. O bom desempenho projetado para a safra 2017/2018 e a perspectiva de maiores preos para os gros devem manter o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) da Agropecuria positivo em 2018.

A seca na Argentina deve sustentar as cotaes, principalmente do milho, impulsionando o retorno do produtor brasileiro. O bom desempenho deve se repetir este ano. Sobre a pecuria, especificamente, o setor pode ainda sofrer os efeitos retardatrios da Operao Carne Fraca, deflagrada pela Polcia Federal, em maro de 2017. No ano passado, houve um impacto muito forte no primeiro momento, mas logo em seguida houve uma ao coordenada. Agora, o Pas est sentindo alguns efeitos, como os obstculos mais recentes impostos por importadores como Rssia e Unio Europeia. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, e as entidades do setor esto trabalhando para reverter isso. O avano recorde de 13% no PIB Agropecurio em 2017 foi responsvel por 70% do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. No ano, 0,7% do valor adicionado foi da agropecuria. Apesar do peso pequeno, o crescimento da agropecuria foi to alto que a contribuio do setor foi grande.

Ainda pela tica da oferta, o aumento de 0,3% no PIB dos Servios contribuiu com 0,2% para a elevao de 1,0% do PIB em 2017. Os impostos, com crescimento de 1,3% no ano, tiveram impacto de 0,1%. Com o crescimento em 2017, o PIB est no mesmo patamar, em termos reais, do primeiro semestre de 2011. Antes estava no patamar de 2010. A Associao Brasileira do Agronegcio (Abag) informou que espera uma elevao de 0,5% no Produto Interno Bruto (PIB) da Agropecuria em 2018, em relao ao ano passado, quando cresceu 13%. A projeo leva em considerao o bom desempenho esperado para a safra de gros, cujas estimativas indicam apenas em leve recuo em relao ao ciclo de 2017/2018, que foi recorde, e de possveis recuperaes em outros setores, como carnes, citros e cana-de-acar. Um aumento de 0,5% seria considerado muito bom, pois as bases comparativas entre 2016 e 2017 e do ano passado para 2018 so distintas. Desta forma, a perspectiva que o agro se comporte de maneira semelhante ao verificado em 2017.

H estimativas boas para a cana-de-acar, vindas do maior consumo do etanol, e para o suco de laranja, por causa do faturamento com exportao. A expressividade do resultado anual do PIB Agro veio em decorrncia do recorde na safra de gro que, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), atingiu 238,7 milhes de toneladas em 2017/2018. Na mdia geral, o PIB do Pas subiu 1% no acumulado do ano passado e somou R$ 6,560 trilhes. A recuperao no PIB do Brasil puxa um movimento positivo para os empregos e retomada no consumo das famlias. O mercado interno de carnes, por exemplo, tem grande relevncia para o setor de protena animal como um todo. A demanda vinda da populao no avana s em volume, mas tambm na diversidade de produtos consumidos. Apesar de ter crescido em volume de vendas em 2017, a agropecuria teve seu peso reduzido na construo do Produto Interno Bruto (PIB), por conta dos preos em queda no mercado internacional, movimento contrrio registrado pela indstria extrativa, puxada pelo petrleo e minrio de ferro.

A agropecuria apesar de ser a grande responsvel pelo PIB, no ano teve peso menor, porque o preo caiu muito, mas o volume cresceu. O PIB de 2017, subiu 1% aps duas quedas consecutivas de 3,5% em 2015 e 2016. Em 2017, a indstria ganhou participao no PIB pela primeira vez desde 2004. Naquele ano, a fatia da indstria no valor adicionado era de 28,6%. Em 2015, a participao caiu a 28,5%, permanecendo em trajetria de queda at 2016, quando alcanou 21,2%. Em 2017, a fatia da indstria no PIB subiu a 21,5%. No quarto trimestre, por questes sazonais, a safra agrcola menor do que nos trs trimestres anteriores, mas teve o desempenho compensado pela indstria. Este ano comea diferente de 2017, com a melhora da indstria, principalmente a indstria de transformao, e de alguns servios que so influenciados pela indstria, como transporte. Fonte: Agncia Estado. Adaptado por Carlos Cogo Consultoria Agroeconmica.





Comentrios
Deixe seu comentrio